12 de agosto de 2010

Coletânea [Diversos]

Coletânea de frases que definem algumas coisas que sinto nesse momento.
Hope you enjoy the ride! ^^


Decifra-me, mas não conclua. Eu posso te surpreender. #Clarice Lispector

Cá entre nós, é um tanto atrevido supor a mim mesmo capaz de atravessar — mentalmente, dormindo ou acordado — todo esse espaço que nos separa. (Caio F. Abreu)

Não é meu lado cínico, É só meu estado químico, eu sou um experimento. K6

São incontroláveis os sonhos de Agosto: se bons deixam a vontade impossível de morar neles; se maus, fica a suspeita de sinistros augúrios. (Caio F. Abreu)

Foi só o pacto de fidelidade que tenho comigo mesma, desde me conheço por gente. de me entregar aos impulsos, deixar consumir essas vontades, arriscar. sabendo ser o melhor para mim, na sua insistência em contato e proximidade, agi. meio cega, um pouco maluca, mas uma pena que as explicações não tenham chegado à tempo. (Camila Paier)

Eu não sou uma sonhadora. só devaneio para alcançar a realidade. (Clarice Lispector)

Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna. (Caio F. Abreu)

Ah, e eu estou te esperando, com meu vestido curto, óculos escuros grandes e meu coração pulsando forte, e te abraçar até sentir o mundo girar apenas para nós. é, eu gosto muito de ti.  (Caio F. Abreu)

Agora é um instante. você sente? eu sinto. (Clarice Lispector)

As coisas agora vão começar a acontecer, é meio tipo ímã, uma coisinha vai magnetizando outra e outra e outra, você vai ver. (Caio F. Abreu)

Não sou para todos. gosto muito do meu mundinho. ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas. às vezes tem um céu azul, outras tempestade. lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos. mas não cabe muita gente. todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso. são necessárias.
(Caio F. Abreu)

Ela ouve a música que seu coração pede e modela seu ritmo ao seu estado de espírito. ela dança a coreografia de seus sentimentos. (Caio F. Abreu

Nenhuma luta haverá jamais de me embrutecer, nenhum cotidiano será tão pesado a ponto de me esmagar, nenhuma carga me fará baixar a cabeça. quero ser diferente. eu sou. e se não for, me farei. (Caio F. Abreu

Há uma porção de verdades sobre mim que você nem sonha, e virão à cena, mais cedo, tarde, ou nunca. (Camila Paier)

E que eu não esqueça nessa minha fina luta travada, que o mais difícil de se entender é a alegria. que eu não esqueça que a subida mais escarpada, e mais à mercê dos ventos, é sorrir de alegria. (Clarice Lispector)

Quero os melhores óleos e perfumes, quero a vida da melhor espécie, quero as esperas mais delicadas, quero as melhores carnes finas e também as pesadas para comer, quero a quebra de minha carne em espírito e do espírito se quebrando em carne, quero essas finas misturas - tudo o que secretamente me adestrará para aqueles primeiros momentos que virão. (Clarice Lispector)

Então, o que devo fazer é esperar. sem desespero, sem melodrama, sem niilismo - esperar. mas até quando, meu Deus, até quando? (Caio F. Abreu)

Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas, absolutas. me entupo de ausências, me esvazio de excessos. eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos. (Clarice Lispector)

Ela é mais que um sorriso tímido de canto de boca, dos que você sabe que ela soube o que você quis dizer. ela fala com o coração e sabe que o amor, não é qualquer um que consegue ter. ela é a sensibilidade de alguém que não entende o que veio fazer nessa vida, mas vive. (Caio F. Abreu)

Sentir não é Brega. ao contrário: não existe nada mais chique. emocione-se e seja o rei da sua insensatez! (Caio F. Abreu)

O que vai acontecer, acontecerá. sossega barquinho na correnteza, Deus dará. (Caio F. Abreu)

Que se possa sonhar, isso é que conta, com mãos dadas e suspiros. (Caio F. Abreu)

Abraça tua loucura antes que seja tarde demais! (Caio F. Abreu)

Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. venha a mim com corpo, alma, vísceras, e falta de ar... (Clarice Lispector)

Sobretudo, não se angustie procurando-o: ele vem até você, quando você e ele estiverem prontos.(Caio F. Abreu)

Queria dançar sobre os canteiros, estava cheio de uma alegria maldita que os passantes jamais compreenderiam. (Caio F. Abreu)

Ousadias do coração que saca, na hora, a intensidade do lance. e não disfarça. bueno, tinha pintado. (Caio F. Abreu)

Era bonita, sim. nem em demasia, nem em falta. na medida exata. com o tempo, aprendera a exaltar o que lhe era originalmente melhor, e ofuscar os defeitos, também de fábrica. (Camila Paier)

Eu, vagando entre o real e o imaginário, suspiro a cada sonho. (Caio F. Abreu)

Além disso, sou terrivelmente instável e entender as minhas reações é coisa que às vezes nem eu mesmo consigo. (Caio F. Abreu)

Aí chega a hora em que distribuo um segredo: o tudo que faltava, talvez seja você. digo e vou dormir, sem sonho, mas dentro dele..(Caio F. Abreu)